O controle de contas eficiente é um elemento fundamental para garantir uma boa gestão financeira. Além de ser a melhor forma de manter a saúde financeira do negócio, uma vez que envolve o recolhimento e análise de todos os dados das movimentações financeiras.

Veja com esse artigo como a Coan explica a melhor forma de realizar esse controle com assertividade, garantindo bons resultados e o crescimento do negócio.

 

O que é um controle de contas eficiente?

O controle de contas eficiente consiste no acompanhamento efetivo de toda a movimentação financeira realizada pela empresa. Ou seja, monitora todas as entradas e saídas que geram o fluxo de caixa das atividades do negócio. 

De fato, uma boa gestão de contas permite que a empresa tenha conhecimento e controle de onde estão sendo utilizados os recursos da empresa. Assim como é possível avaliar a sua capacidade para saldar os compromissos no prazo de vencimento.

Desse modo, os principais benefícios de um controle de contas eficiente são os seguintes:

1 – Ter conhecimento e controle de todas as movimentações do fluxo de caixa;

2 – Acompanhar a disponibilidade de capital de giro para saldar com os compromissos;

3 – Evitar o pagamento de multas e juros por atrasos nos pagamentos;

4 – Melhores condições para negociar descontos e prazos;

5 – Maior controle sobre os clientes inadimplentes.

 

Como fazer um controle de contas eficiente na sua empresa?

A implementação de um controle de contas eficiente gera para a empresa vantagens financeiras e melhoria dos processos internos. Veja a seguir os principais passos para adotar um controle de contas assertivo:

1 – Todas as movimentações de entrada e saída, independente do valor, devem ser registradas com todas as informações necessárias; 

2 – O fluxo de caixa deve ser acompanhado diariamente, pois permite verificar se foi feito alguma despesa que não estava prevista, assim como observar a entrada de recursos antecipados;

3 – Para uma boa gestão de contas é essencial ter os custos estruturados em centros, sendo uma forma eficiente para fazer a alocação correta desses gastos. Nesse sentido, tanto pode ser por meio dos setores quanto das filiais e matriz;

4 – A inadimplência deve ser monitorada de perto, sendo necessário mensurar os índices de inadimplentes e desenvolver uma política consistente de cobrança; 

5 – Utilize os softwares de gestão financeira que facilitam todo o processo interno da empresa, além de garantirem maior assertividade nos controles realizados. Isso sem falar nas vantagens obtidas com os relatórios gerenciais disponibilizados.

 

Dicas para um controle de contas eficiente 

1 – Elabore um planejamento financeiro para servir de base para a gestão de contas, além de permitir os meios para alcançar os objetivos e metas estabelecidos;

2 – Adote indicadores de desempenho (KPIs) para aprimorar a gestão das suas contas, pois permitem acompanhar a evolução das atividades desenvolvidas. Desse modo, a empresa tem como avaliar as suas ações e identificar os pontos que precisam de melhorias.

Dentre os indicadores financeiros, os mais indicados para o controle de contas eficiente são os seguintes:

  • Receita Bruta;
  • Margem de lucros líquida;
  • Custos fixos e variáveis; 
  • Nível de endividamento; 
  • Ponto de equilíbrio;
  • Giro de estoque;
  • Liquidez corrente;
  • Margem de contribuição;
  • Rentabilidade;
  • Lucratividade.

Portanto, um controle de contas eficiente permite que a empresa possa gerenciar o seu negócio de forma assertiva, garantindo a rentabilidade e lucratividade da empresa.

Se gostou desse artigo e quer obter mais informações sobre o assunto, acesse o site da Coan para ler os nossos outros artigos.